Saúde Mental têm sido grande problema entre brasileiros 

Transtornos mentais podem ser caracterizados por uma disfunção da atividade cerebral que pode afetar diversas áreas importantes de um indivíduo, como o humor, o comportamento, o raciocínio, a forma de aprendizado e a maneira dele se comunicar. 

Entre os transtornos mentais mais comuns estão a ansiedade e a depressão, doenças essas que acometem grande parte da população.  Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo, dados alarmantes e significativos em uma sociedade, já que, pessoas com problemas na saúde mental são capazes de inibir e afetar interações sociais.

 

Transtornos mentais que caminham juntos, mas têm causas, sintomas e tratamentos diferentes

Dois transtornos que mais afetam a saúde no mundo inteiro, a ansiedade e a depressão, podem acontecer ao mesmo tempo em uma mesma pessoa, porém é preciso entender que aspectos e sintomas podem ser diferentes de ambas e, entender a diferença entre ela é indispensável para que o indivíduo procure o tratamento correto para a doença.

 

Entendendo a depressão

Ainda existe um certo tabu em cima da depressão ser ou não ser uma doença, uma vez que ela não demonstra de forma expressiva, com uma evidência física, ou até mesmo um exame que a comprove, porém já é constatado que a depressão tem causas e manifestações físicas.

É comum achar que a depressão é apenas mais uma tristeza profunda ou algo que podemos neutralizar com um pensamento ou uma atitude positiva, porém enquanto a tristeza é algo passageiro, a depressão é duradoura e envolve uma série de outros sintomas associados.

Sintomas

A depressão é caracterizada por sintomas como o humor deprimido, diminuição do prazer de atividades do dia a dia, mudanças no apetite, seja pelo excesso ou pela redução, sono desregulado, como insônia, ou vontade de dormir exageradamente. 

Outros sintomas que podem ser percebidos no quadro depressivo é em relação a importância e validação do indivíduo na sociedade, como o sentimento de culpa em situações que fogem do controle, inutilidade, reunindo uma série de pensamentos negativos.

 

Entendendo a Ansiedade

Todos nós, de alguma forma, já sentimos o impacto da ansiedade em momentos normais de nosso cotidiano, mas ela quando exagerada ou incontrolável, pode ser um problema. 

Quando a reação de ansiedade é desproporcional a sua causa, isso pode atrapalhar o indivíduo de viver a vida, impedindo-o de sentir prazer nela, podendo desenvolver transtorno de ansiedade.
Quem sofre com o transtorno de ansiedade, possui dificuldade em realizar atividades simples do dia a dia, como falar com pessoas desconhecidas pela primeira vez, falar para um número maior de pessoas, fazendo com que, imediatamente o coração dispare, a mão comece a suar frio, a respiração fica incontrolável, prejudicando a vida em todos os sentidos.

Sintomas

Os sintomas mais comuns da ansiedade são caracterizados por reações às ações do cotidiano, como preocupações exageradas, tensões extremas às situações cotidianas, onde o indivíduo não encontra motivos ou meios de relaxar diante desse momentos, ficando por muito tempo com a sensação de que algo ruim irá acontecer.

O pavor sempre acompanha alguém diagnosticado com transtorno de ansiedade, onde ele se vê com medo exagerado de algum objeto ou situação que possa sair de seu âmbito e conforto.

 

Diferenças entre as doenças

Primeiro precisamos entender qual a relação entre ansiedade e depressão, pois é bem comum um indivíduo depressivo também possa estar ansioso e vice-versa.

Na depressão é muito comum a pessoa ter falta de controle, pois se vê triste, sem energia para fazer atividades do seu dia, não tendo ânimo algum e, quando muito tempo dessa forma começa a despertar um desespero e uma angústia tão grande que pode levar a ansiedade.
Por outro lado, o indivíduo que vive em um ciclo de preocupação excessiva, pensamentos obsessivos em uma única situação, não conseguindo regular esses sentimentos, ele se encontra debilitado e principalmente desesperançoso, melancólico, e é aí que pode desencadear a ter sintomas de depressão.

Para entender mais assertivamente as diferenças entre os dois transtornos é preciso fazer comparativos reais das doenças:

DEPRESSÃO – pensamentos de morte, sem esperança;

ANSIEDADE – temor da morte, medo de algo sério acontecer com ele, como taquicardia, parada respiratória;

 

DEPRESSÃO – nível de energia baixo, falta de vitalidade,muito desânimo;

ANSIEDADE – sempre alerta, excesso de adrenalina.

 

DEPRESSÃO – presos no passado, naquilo que já aconteceu, ficando presos em situações anteriores.

ANSIEDADE – pensam com frequência no futuro, nas coisas ruins que possam acontecer.

 

Rumos necessários

É preciso entender que, ambos os transtornos afetarão a mudança de humor, as emoções e também manifestações físicas como a fadiga, insônia, entre outros. 

Em geral, ansiedade e depressão são condições que exigem tratamento a longo prazo e merecem atenção adequada, por isso é preciso encontrar um profissional que entenda as necessidades da sua condição e inicie o tratamento mais adequado. 


Na AmpliaMente você tem uma plataforma que te conecta diretamente com profissionais da psicologia, ou seja, conexão com profissionais que te ajudarão a identificar seu problema para começar seu tratamento

Acesse nosso site e conheça nossa plataforma!

Compartilhar: